O reconhecimento que o brincar e o jogar são atos indispensáveis à saúde física, emocional e intelectual, sempre foi intuído pelas diversas comunidades, desde os mais remotos tempos. A prática do jogo constitui atividade preponderante no processo de aprendizagem, tendo em conta a ludicidade que lhe é inerente, incrementando a motivação para a ação e induzindo-lhe significado. Para além disso, releva-se o facto de que o jogo implica aceitação e interiorização de regras de participação e de convivência, que se assumem como elementos fundamentais na socialização do ser em desenvolvimento. Por tudo isto, entendeu-se que introduzir a pesquisa, a prática e a divulgação dos jogos tradicionais neste projeto era plenamente justificável, tendo ainda em conta a necessidade e o dever de revitalizar a  cultura local.

 

Jogos Tradicionais 

 

Durante o 3º período vamos pular, saltar, brincar, imaginar, explorar, abraçar, divulgar e amar os jogos do tempo dos nossos avós e pais. 

Assim, na aula de educação física já começámos a experimentar algumas dessas brincadeiras. Jogámos ao Bom Barqueiro, à Corda, à Macaca e à Ciranda, Cirandinha. Durante uma hora divertimo-nos muitíssimo! 

Experimentem vocês também, estas boas e alegres vivências nos vossos recreios. 

 

Turma do 2ºano da EBI

JOGOS TRADICIONAIS NA EBI - I

Turma do 2.º ano a brincar como antigamente. Clica nas setas.

Turma do 2.º ano a brincar como antigamente. Clica nas setas.


Turma do 2.º ano a brincar como antigamente. Clica nas setas.

JOGOS TRADICIONAIS NA EBI - II


 Turma do 2.º ano à descoberta. Clica nas setas.

 Turma do 2.º ano à descoberta. Clica nas setas.


Turma do 2.º ano à descoberta. Clica nas setas.


JOGOS TRADICIONAIS NA EBI - III


Sorrisos e diversão; turma do 2.º ano em ação. Clica nas setas.


Sorrisos e diversão; turma do 2.º ano em ação. Clica nas setas.

Sorrisos e diversão; turma do 2.º ano em ação. Clica nas setas.

A letra da moda de roda “Ciranda, Cirandinha”, enviada pela turma do 2.º ano da EBI. 
Vamos rodar!